Adaptando um sobrado para crianças

Sobrados moldados com objetivos de acessibilidade não só é importante para pessoas cadeirantes como também serve para as crianças. Adaptar um sobrado para crianças é permitir que a segurança delas seja levada a sério.

Os acidentes domésticos envolvendo crianças não são tão incomuns como alguns imaginam. Acidentes de naturezas diversas, como, por exemplo, quedas, acometem muitas crianças por ano.

Dicas de adaptações para um sobrado com crianças

Um dos maiores perigos em sobrados reside nas escadas. Como as crianças são ingênuas, elas não conhecem os reais perigos dessa parte da casa, por isso, é importante atentar-se para algumas orientações:

  • Para evitar quedas, pode-se usar redes ou grades nas laterais da escada.
  • Para evitar que as crianças tentem subir ou descer a escada, pode-se utilizar portões, o que mantém o acesso restrito.
  • Tapetes ou carpetes podem ser ajustados nos degraus, para evitar possíveis escorregões (especialmente quando as crianças tiverem mais idade).
  • Corrimões em altura mais baixa podem ser instalados para maior segurança e mobilidade (especialmente quando as crianças tiverem mais idade).
  • Outros locais do sobrado merecem atenção para a segurança das crianças:
  • Na cozinha: o fogão, por exemplo, merece uma atenção forte, sendo que para evitar queimaduras e a curiosidade das crianças, existem modelos que possuem acendimento automático. Os eletrodomésticos também são um perigo por causa dos fios. Atualmente, algumas alternativas existentes nos mercados promovem ajuda ao manter os fios no lugar correto.
  • Tomadas (em qualquer ambiente): existem diversos tipos de protetores de tomadas para evitar choques.

Para garantir a circulação dos pequenos

A circulação da criança pelo sobrado deve estar atrelada com os móveis que podem causar danos físicos, tais como mesas com tampo quadrado ou aqueles que possuem gavetas e armários, onde toda criança curiosa vai querer abrir.
Sugere-se:

  • Aquisição de móveis redondos, principalmente as mesas.
  • Travas para armários, gavetas e até para a geladeira. Quaisquer produtos proibidos para crianças devem permanecer neles.
  • Recomenda-se um piso antiderrapante para o banheiro.
  • Evitar que móveis (tais como sofás, camas ou cadeiras) estejam próximos às janelas, especialmente no segundo andar do sobrado. O risco da criança escalar e cair é enorme.
  • Grades ou redes de proteção também podem ser usados nas janelas dos sobrados.

São essas ações importantes que previnem consequências mais graves devido à inocência das crianças quanto ao que é ou não perigoso. Um sobrado para crianças pode e deve sofrer alterações que visam a segurança, mas também o conforto e a singularidade dos ambientes.