Sobrado pronto ou planejado? Como escolher?

Na hora de finalmente realizar o sonho da casa própria, sempre surge uma dúvida: afinal, compensa mais comprar sobrado pronto ou planejado? Curiosamente, a resposta para essa dúvida é depende de seu perfil e valor disponível.

Mas, saber alguns pontos essenciais sobre comprar sobrado na planta ou já pronto ajuda a escolher a melhor opção para você. Confira, a seguir, essas características e veja qual a alternativa perfeita ao seu perfil.

 

Sobrado pronto

sobrado pronto ou planejado

1. Perfeito para quem deseja se mudar logo

Está pagando aluguel e quer se livrar dele o mais rápido possível? Então, o sobrado pronto é o melhor investimento, porque permite que o comprador se mude assim que o processo burocrático de venda for finalizado.

 

2. Menor gasto para preparação do imóvel

Por já estar pronto, com todos os acabamentos e instalações elétricas e hidráulicas, o comprador possui um menor gasto de preparação do imóvel, sendo a aposta perfeita para quem deseja se mudar e ir adaptando a casa aos poucos ao seu estilo.

 

3. Ideal para quem possui boa reserva financeira

Comprar sobrado pronto exige uma boa reserva financeira, especialmente para quem opta pelo financiamento, que demanda o pagamento de uma entrada maior. Portanto, se tiver pressa em mudar e dinheiro não for o problema, o imóvel pronto é uma ótima alternativa.

 

Sobrado planejado

sobrado pronto e planejado

1. Permite a personalização do imóvel

No sobrado planejado, o comprador conta com o diferencial de realizar alterações no projeto do imóvel e recebê-lo exatamente da forma como sonhou. É ideal para que deseja ter flexibilidade no projeto construtivo.

 

2. Menos burocrático e maior flexibilidade de pagamento

A documentação exigida para finalização da compra é menor e há maior flexibilidade das condições de pagamento. Por isso, é uma excelente opção de compra para quem preza pela praticidade e não possui uma reserva financeira elevada no momento.

 

3. Valorização do imóvel

O imóvel planejado sempre passa por um processo de valorização, isto é, seu preço de mercado aumenta após o término da construção, podendo vendê-lo por um valor maior do que realmente foi pago.

 

Você também poderá se interessar por…

>> Localização: entenda sua importância para a escolha de um imóvel

>> Sobrado ou casa térreas – quais as diferenças?

>> Dicas de bairros para morar em Curitiba